Juventude escreve vitória com a letra S

O Inferno de Monserrate continua a ser bom conselheiro para a laranja mecânica. No dia em que completou 33 primaveras, a Juventude de Viana bateu o HC Braga por três bolas a uma. Os golos dos vianenses foram apontados por Sapo e Suissas, neste jogo da oitava jornada do Nacional de Hóquei em Patins. Comandando sempre o marcador, a esquadra laranja demonstrou ser uma equipa que soube sempre o quis fazer, desperdiçando, entre outras oportunidades, três grandes penalidades.

Neste derby do Minho, poder-se-ia pensar que os bracarenses iriam apresentar-se fragilizados pelo momento complicado que atravessam. Mal classificados na tabela, os azuis e brancos de Braga mudaram recentemente de treinador. Contudo, surgiram em ringue dispostos a não querer participar na festa de aniversário de uma Juventude que apresentou uma novidade no seu cinco inicial: Sapo.

A partida depressa entrou num ritmo vivo, com os jogadores de ambos os conjuntos a procurarem as redes contrárias. No entanto, o primeiro golo chegou de bola parada, através da mestria de Sapo na conversão de livres directos. Quem não partilhou dessa arte foi Joel Coelho que, minutos depois, não conseguiu bater Willy, num livre directo.

A seguir entrou em cena o mestre vianense dos golos, Gonçalo Suissas. Após Luís Viana falhar uma grande penalidade, o camisola 17 da casa dobrou a vantagem dos locais. A festa não durou muito, uma vez que Álvaro reduziu para o Braga, ainda no mesmo minuto. O encontro manteve-se vivo até ao descanso, com bola cá e bola lá.

View ShowCreate Your Own

Logo a abrir a etapa complementar, Suissas completou da melhor forma uma jogada ensaiada da Juventude, cinco segundos após o reinício. E a vantagem só não foi mais expressiva porque Luís Viana voltou a desperdiçar uma grande penalidade. Os pupilos de José Querido passaram a gerir a posse de bola e a vantagem, com o técnico vianense a rodar os seus jogadores. Valeu à turma de Viana do Castelo uma tarde inspirada de Willy, onde o ponto alto da sua exibição foi a defesa a uma grande penalidade cobrado por Joel Coelho.

Perto do fim, Sapo ainda teve no seu stick nova grande penalidade para transformar, algo que não conseguiu. A partida caminhou rapidamente para o fim, com a Juventude a somar a sua quarta vitória no campeonato, todas em casa, somando agora 13 pontos em seis jogos.

No final do encontro, José Querido mostrou-se contente com a vitória. “Cometemos alguns erros defensivos que podiam ter sido fatais no início do jogo. A partir dos sete minutos controlamos o jogo, sem fazer uma exibição deslumbrante, marcamos dois golos antes do intervalo. Tivemos alguma felicidade em marcar na jogada de saída na segunda parte, mas já era algo que procurávamos há muito. O Willy esteve bem e ajudou a segurar vantagem. Hoje, fomos uma equipa compacta e madura. Estou satisfeito por isso.”, concluiu o treinador da Juventude de Viana.

Ficha de Jogo

Cinco Inicial: Willy, Luís Filipe, Paulo Almeida, Luís Viana e Sapo (1)

Jogaram Ainda: Gonçalo Suissas (2), Pedro Alves e André Centeno

Disciplina: cartão amarelo a André Centeno; cartão azul a Luís Filipe e Paulo Almeida

Treinador: José Querido

JS

Classificação


Maré negra apaga a chama laranja

A equipa de juniores da Juventude de Viana continua sem acertar o passo no campeonato regional da categoria. Os pupilos de Luís Viana voltaram a perder e, desta feita, em dose dupla. Ainda assim, os vianenses estão a três pontos do terceiro, HC Braga, último lugar que vale o apuramento para a fase nacional da prova.

Na tarde de domingo, a Juventude deslocou-se ao pavilhão do Riba d´Ave. No encontro da primeira volta, a formação famalicense tinha deixado boas indicações, apesar da derrota. O Riba d´Ave fez valer esses pergaminhos, levando de vencida a jovem laranja mecânica que tarda em reencontrar-se com os triunfos. O placar de 7-5 ilustra o equilíbrio pelo qual se pautou o encontro. Contudo, os donos da casa foram mais maduros nos momentos chave da partida.

Na noite de ontem, o emblema laranja visitou o Municipal de Barcelos, em jogo atrasado da sétima jornada. Frente ao líder OC Barcelos, a Juventude esteve ao seu nível. Porém, os atletas de Barcelos provaram por que razão são líderes invictos, não dando qualquer hipótese, vencendo por 7-4.

Na classificação, os jogadores de Luís Viana seguem na quinta posição, com apenas sete pontos.

Por outro lado, as más notícias não se ficam por aqui. Em infantis, a formação da EDV viu-se relegada para o terceiro, sendo ultrapassada pelo OC Barcelos. No entanto, recorde-se que nesta 11ª jornada, a turma auri-negra folgou, tendo por isso um jogo a menos.

JS

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s