Oeiras vestida de Laranja cimenta terceiro lugar

Acabaram os tempos das vacas magras. A Juventude de Viana foi a casa da AD Oeiras vencer por cinco bolas a duas, em partida a contar para a 13ª jornada do Nacional de Hóquei em Patins, conquistando a sua segunda vitória consecutiva na competição. Depois de um início de temporada com uma estranha aversão a vencer fora de portas, a equipa de José Querido alcançou o segundo triunfo na condição de visitante. Desta forma, os vianenses aproveitaram da melhor forma o deslize do Benfica, em Valongo.

Apesar de no final a festa ter sido colorida de laranja, a vitória do Viana foi tudo menos rosas. No seu reduto, o Oeiras foi sempre uma equipa perigosa. Os locais até conseguiram liderar o marcador, porém a noite pertenceu por inteiro a Luís Viana. A Juventude de Viana apagou todas as dúvidas sobre o vencedor, marcando três golos no derradeiro minuto do primeiro tempo. A segunda etapa não teve a mesma espectacularidade, da primeira, com os vianenses a gerirem a vantagem.

Luís Viana abriu as hostilidades bem cedo, com um golo pleno de oportunidade. Com a corda na garganta, a apertar-se cada vez mais, o Oeiras não teve outra alternativa se não procurar reverter o resultado negativo. Tiago Nogueira e Ricardo Silva pareciam ter dado uma machada nas aspirações vianenses quando colocaram os donos do terreno na liderança do marcador.

A partir desse instante, a iluminação do Pavilhão do Oeiras esteve a cargo de Luís Viana. O atleta vianense brilhou de tal forma intensamente, marcando por mais duas vezes, e ainda participou de forma decisiva no lance do golo de Paulo Almeida. Assim, ao intervalo, a formação de Viana do Castelo vencia por quatro bolas a duas. Na etapa complementar, os vianenses limitaram-se a gerir a vantagem, controlando as investidas do adversário. Perto do final, Pedro Alves sentenciou as contas da partida.

Com este triunfo, a Juventude de Viana reduz para seis pontos a diferença para o SL Benfica. Para além deste facto, esta vitória foi importante na medida em que deixa Candelária, Oliveirense e Valongo a cinco pontos de distância. Os jogadores de José Querido parecem estar de regresso à melhor forma, quando caminhamos para a segunda volta. As contas são complicadas, no entanto, ainda é possível sonhar, basta continuar a vencer.

JS

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s