Fichas e artigos de jogo – Futsal – 27 Fevereiro

Bracarenses roubam três pontos do berço Noqueirense

O Nogueirense não resistiu ao poder do Sporting de Braga, perdendo na recepção ao conjunto da cidade dos arcebispos (5-2). Nesta partida, da 17ª jornada da seria a da II divisão nacional, os jogadores de Godofredo entraram praticamente a perder, não conseguindo evitar novo desaire caseiro. Destaque para as estreias dos ainda juniores Fábio e Sousa.

Foi um Braga demasiado pragmático aquele que iniciou o encontro. Em duas jogadas de canto os visitantes marcaram dois golos, vantagem com a qual atingiram o intervalo. Refira-se, no entanto, que o Nogueirense teve uma soberana ocasião de golo quando Gomes isolou Carneiro, este na cara do guardião visitante atirou por cima.

Logo no recomeço mais do mesmo. Os forasteiros chegaram a novo tento, desta feita de jogada corrida. Nito e Jorginho ainda deram esperanças aos locais de conseguir pontuar, encurtando a diferença para a margem mínima. Cedo, o emblema de Nogueira ficou tapado em faltas. Seria na conversão de um livre dos dez metros que o Nogueirense sofreu novo golo.

O nervosismo tomou conta da equipa da casa que viu um jogador vianense “oferecer” o quinto golo a um adversário. O técnico visitado ainda apostou tudo no 5×4, mesmo assim, a estratégia não teve efeitos práticos no marcador. O Nogueirense mantém-se no último lugar, a sete pontos da salvação.

Santa Luzia deixou Barranha de boca aberta

O Santa Luzia fez aquilo que poucos acreditariam ser possível. Na 18ª jornada do campeonato nacional da III divisão, serie a, a formação de Viana do Castelo foi ao campo do Barranha vencer (2-1). Para se ter noção do feito dos auri-negros basta salientar que em dez encontros realizados no seu pavilhão, o Barranha apenas perdeu dois encontros. À entrada para esta ronda, a equipa do Porto estava em postos de subida, tendo caído agora para o terceiro posto. O Santa Luzia defendeu com muito critério, sendo muito forte nas suas transições para o ataque. Um triunfo justo que se espera que não venha tarde demais. É que a equipa de Pedro Ferreira segue no último lugar, a 13 pontos da linha de água.

JS

Campeonato AFVC – Seniores Masculinos

Pedrinho embala Anha no regresso aos triunfos

O jovem Pedrinho voltou a ser decisivo, contribuindo com dois golos para o triunfo do Anha sobre os Amigos de Sá (3-2), na 19ª jornada do Campeonato de futsal da AFVC. Em Monte da Ola, a equipa de Agostinho Silva esteve a vencer por três golos, no entanto, permitiu a recuperação aos arcoenses, nos últimos minutos. Com esta derrota, a equipa de Filipe Pereira foi apanhada pelo Cais Novo.

Os canarinhos de Anha entraram bem em jogo, mesmo assim, ofereceram o comando do encontro aos visitantes. Os forasteiros não tardaram a ameaçar as redes de Morato. Contudo, as melhores ocasiões pertenceram aos locais com Pedrinho a pegar no jogo do Anha. Ocamisa 11 inaugurou o marcador, com Hugo a imitar o seu colega pouco depois. Ao intervalo, o Anha tinha dois golos de vantagem, perante uma turma dos Arcos de Valdevez que dispôs de boas situações para marcar.

Após o descanso, a toada da partida manteve-se, todavia, acabou por ser o endiabrado Pedrinho a fazer o gosto ao pé. Num lance genial, o ala canarinho levantou o pavilhão. Proibidos de perder pontos, os visitantes partiram em busca do prejuízo e reduziram já perto do fim. E se o encontro tivesse mais um par de minutos, o empate poderia ter surgido. A lamentar a lesão grave de Zé Carlos, da turma dos arcos, que teve de sair directamente para o hospital.

Com esta vitória o Anha conseguiu subir dois lugares na classificação, ultrapassando o Neiva e o Cidadelhe que averbaram resultados negativos. A turma de Agostinho Silva ascendeu ao sexto lugar, com 29 pontos, a três do Cais Novo e dos Amigos de Sá. O clube que se estreia nas competições de futsal da AFVC tem agora a companhia do Cais Novo no quarto lugar.

JS

Alvarães deixa Neiva à beira de um ataque de nervos

A turma de Joel Gonçalves foi a grande surpresa da 19ª jornada do campeonato de futsal da AFVC. Em Monte da Ola, o penúltimo classificado travou a formação de Sandiães, impondo uma igualdade (3-3). Os locais estiveram com uma vantagem de dois golos, no entanto, os visitantes deram a cambalhota no marcador. Ao cair do pano, o Alvarães estabeleceu o empate final, travando a ascensão dos pupilos de Filipe na classificação.

O Alvarães entrou personalizado e determinado a deixar todos de boca aberta. Num ápice, os locais construíram uma vantagem de dois tentos. O Neiva foi tentando reagir procurando furar pelo miolo da quadra, tornando por isso mais fácil a missão dos locais. Os visitantes tomaram conta das rédeas do jogo dispondo de várias ocasiões para marcar. De entre essas inúmeras ocasiões, destaque para o desperdício de uma grande penalidade.

A meio do segundo tempo, o Neiva conseguiu finalmente virar a seu favor o resultado. O Alvarães partiu com todas as forças em busca do empate. O justo prémio chegou ao cair do pano, para desespero do técnico forasteiro. O Neiva controlou a partida, teve mais oportunidades, esbarrando num Alvarães muito organizado e venoso no contra-ataque.

Nas últimas três rondas, o Neiva somou dois empates e a consequência recente foi a queda para o oitavo lugar, com os mesmos 28 pontos do Cidadelhe, e a um de distância do Anha. Com este ponto, o Alvarães conseguiu alargar o fosso para a lanterna vermelha, Zona Fut.

JS

Comandante impõe a sua classe em Caminha

Perante o ARA, o Ambos os Rios voltou a demonstrar toda a sua força na 19ª jornada do campeonato de futsal da AFVC. O líder da prova venceu de forma tranquila (9-0), mostrando uma vez mais que é o mais sério candidato ao título distrital. A equipa de Paulo Alvarenga procurou, por todos os meios, contrariar as investidas dos encarnados, porém, não conseguiu evitar ser presa fácil para os jogadores de Marino Sendão.

Avisado para o perigo que poderia advir desta deslocação ao Municipal de Caminha, o Ambos os Rios não deixou os seus créditos por pé alheios. Desde o segundo inicial, os visitantes imprimiram um ritmo forte, retirando a iniciativa de jogo ao ARA. Este último, foi respondendo aqui e acolá, sobretudo em lances individuais. Contudo, nada que tirasse o sono ao guardião Taipas.

Os golos foram surgindo com naturalidade e, com o avolumar do resultado, os forasteiros baixaram a intensidade do seu jogo, enquanto o ARA conformou-se com o desfecho que se foi tornando cada vez mais negro. Após esta ronda, o Ambos os Rios ultrapassou a marca dos 100 golos marcados na competição.

O conjunto da Barca amealhou a sua quarta vitória consecutiva, aumentando a sobre o Fontão que agora se cifra em oito pontos. Convém recordar que o encontro entre a equipa limiana e o Ponte da Barca foi adiado devido às más condições do piso. Depois da vitória sobre os pupilos de Zé Luís, o certo é que o ARA conseguiu apenas um empate em cinco jogos, estando estacionado no 13º posto.

Lanterna vermelha quase “espreme” a laranja

A Zona Fut quase voltou a protagonizar uma enorme surpresa. No Municipal de Cerveira, o último classificado obrigou a equipa de Sara Almeida a suar para vencer por 4 bolas a 3 este encontro, da 19ª jornada do campeonato de futsal da AFVC. Os locais dominaram a partida, no entanto, o emblema de Valença não se entregou e merecia algo mais.

À entrada para esta partida, a formação do Cerveira Futsal era amplamente favorita à vitória. Consciente dessa realidade, o conjunto cerveirense entrou bem no jogo procurando marcar cedo. Todavia, a Zona Fut não esteve com meias medidas, dificultando ao máximo a missão do Cerveira. Se na primeira volta, a Zona Fut acabou goleada no seu reduto, este encontro não seguiu as mesmas coordenadas, sendo discutido até ao último segundo.

Nos momentos decisivos do encontro, o Cerveira mostrou-se mais sereno e mais experiente. Residiu nesse facto a chave para a conquista dos três pontos. Os jogadores de Sara Almeida conquistaram a segunda vitória consecutiva, enquanto os valencianos averbaram o décimo desaire seguido.

Este triunfo possibilitou ao Cerveira ultrapassar o Monção na classificação, beneficiando do facto de a turma de Abraão Passos ter folgado nesta ronda. A esquadra laranja, Cerveira, ocupa portanto o nono lugar somando mais dois pontos do que os monçanenses, estando ainda a três de Neiva e Cidadelhe. A Zona Fut voltou a mostrar bons pormenores, mesmo assim, insuficientes para tirarem a equipa do último posto.

JS

Cais Novo vence rival directo e ameaça quarto lugar

A equipa de Paulo Morais sentiu enormes dificuldades mas derrotou o Cidadelhe (4-2), no Municipal da Barca. Nesta partida da 19ª jornada do campeonato de futsal da AFVC, o conjunto verde e branco esteve a perder, tendo contudo o mérito de operar a reviravolta no marcador. Após uma fase menos positiva da temporada, em que esteve com um pé na segunda metade da classificação, o Cais Novo igualou os Amigos de Sá, no quarto lugar.

Em Ponte da Barca, defrontaram-se duas equipas com os mesmos objectivos, especificamente a luta pelos lugares cimeiros da tabela. O início de encontro pautou-se por um ritmo lento, com o Cais Novo a gerir a posse de bola, impedindo que a turma da casa saísse rápido para o contra-ataque. Os locais foram os primeiros a marcar, todavia, Cartola igualou a partida na resposta.

A equipa de Constantino Azevedo voltou à carga adiantando-se novamente no placar. Sem perder o norte, os forasteiros deram a cambalhota no marcador ainda antes do intervalo. Pako e Júlio deram expressão ao ligeiro ascendente que o Cais Novo foi evidenciando nesta fase do jogo.

Na etapa complementar, os visitantes baixaram as suas linhas, muito por culpa da acção do Cidadelhe que procurou reverter a situação. À entrada da derradeira de dezena de minutos, os donos da casa apostaram no 5×4, contudo seria o Cais Novo a marcar, por intermédio de Tiago na conversão de um livre directo dos dez metros.

Este triunfo permitiu aos pupilos de Paulo Morais igualar os Amigos de Sá, com 32 pontos. A formação de Darque fica-se no quinto posto, dada a desvantagem no confronto directo. Com esta derrota, o Cidadelhe caiu uma posição sendo ultrapassado pelo Anha, no entanto, os canarinhos tem apenas mais um ponto somado.

JS

Paço Lima acelera passo sobre o Caminha

A formação do Paço Lima venceu na recepção ao Atlético de Caminha (7-3), na 19ª jornada do campeonato de futsal da AFVC. Os pupilos de Dionísio Abreu parecem estar de regresso à boa forma, apresentada nos meses de Dezembro e Janeiro. Num encontro que dominou de princípio a fim, o Lavradas é um justo vencedor.

O Caminha surgiu no Municipal da Barca com a intenção de roubar os três pontos ao Paço Lima. No entanto, os locais entraram bem na partida e, bem cedo, deixaram o aviso de que a noite seria atribulada para os visitantes. Com Rui em noite sim, já que o jovem jogador apontou três golos, a turma da casa arrancou para uma vitória confortável, por números que atestam bem a diferença entre os dois conjuntos.

O Lavradas abriu um fosso de cinco pontos para o seu adversário desta ronda, somando agora 20 pontos o que lhe confere a 11ª posição. O Caminha vai já na sua quarta derrota consecutiva, quedando no 12º posto.

JS

Campeonato AFVC – Seniores Femininos

ARA vence e mantém quinto posto

No Municipal de Caminha, a turma do ARA regressou às vitórias na recepção à Zona Fut, na décima jornada do campeonato de futsal feminino da AFVC. Perante a lanterna vermelha da competição, a equipa caminhense venceu de forma concludente (5-3), mantendo-se colada ao Lanheses. O ARA já não conhecia o doce sabor da vitória há cinco jornadas.

Cerca de mês e meio depois, o ARA conquistou de novo mais três pontos. Não obstante ao triunfo, o conjunto de Valença nunca se rendeu, obrigando a turma de Caminha a suar para sair vencedora deste encontro. No entanto, a formação da casa mostrou-se sempre mais esclarecida nas suas acções. As visitantes foram pecando quase sempre na finalização.

Com esta vitória, o ARA mantém a luta pelo quarto lugar, somando 11 pontos, menos um que o Lanheses. A Zona Fut segue isolada na lanterna vermelha da prova, ainda sem qualquer ponto conquistado. Todavia, nesta partida marcou quase tantos golos, quantos aqueles que tinha até à entrada desta ronda. Um sinal de que o emblema de Valença está em crescendo de forma.

JS

Campeãs desaproveitaram superioridade numérica e o líder venceu

Na décima jornada do campeonato feminino de futsal da AFVC, o Soutelense foi surpreendido no seu reduto pelo comandante da prova (1-3). Em duas ocasiões, a formação campeã em título viu-se com mais uma unidade em campo, não conseguindo tirar partido dessa vantagem. Melhor esteve o Castanheira que, sendo bastante eficaz nas suas acções ofensivas, deu um passo de gigante rumo ao título distrital.

Este encontro revestia-se de capital importância. O empate caseiro do Castanheira, na jornada anterior, fez renascer as esperanças do Soutelense em reconquistar o ceptro distrital. A formação de Freixieiro de Soutelo estava obrigada a vencer para colocar em sentido o líder, ao qual lhe bastaria uma igualdade para se manter confortável no seu posto.

Tal como vem sendo apanágio neste tipo de jogos, o equilíbrio, entre os conjuntos, impediu que a partida se desenvolvesse com muitos lances de perigo. A necessitar de um triunfo, a formação da casa entrou mais pressionante, chegando ao golo Tâmara. O Castanheira acusou o tento sofrido e apenas reagiu na derradeira fase do primeiro tempo, período no qual alcançou a igualdade por intermédio de Sara.

A etapa complementar começou com uma péssima notícia para as visitantes. Sara recebeu ordem de expulsão após ver o vermelho directo. As locais não souberam tirar o melhor partido da situação. Elodie colocou, pela primeira vez, o Castanheira a vencer, a dez minutos do fim. Nessa atura, por acumulação de cartões amarelos, Elodie foi tomar banho mais cedo e novamente o Soutelense não conseguiu furar as redes de Maria João. Em cima da hora de jogo, Vânia sentenciou as contas partidas ao marcar o terceiro tento da formação de Paredes de Coura.

Primeiro e segundo estão agora separados por sete pontos, no entanto, o líder Castanheira tem mais um encontro realizado do que o Soutelense. Apesar desse facto, as jogadoras de Luís Nogueira tem vantagem no confronto directo, dado que venceram ambas as partidas com o Soutelense.

JS

Aguenta coração que os três pontos seguem para Lanheses

O Municipal dos Arcos de Valdevez foi palco de uma partida apaixonante, a contar para a décima jornada do campeonato feminino de futsal da AFVC. O Lanheses venceu a ARCAS (3-2), contudo, o encontro foi discutido até ao derradeiro segundo numa excelente propaganda para a modalidade.

Galvanizada com a igualdade arrancada na casa do líder da competição, a ARCAS entrou moralizada e com vontade de conquistar um triunfo neste jogo, que lhe escapa desde a jornada quatro. As intenções das arcoenses esbarraram no pragmatismo visitante. A formação do Lanheses fez da sua eficácia uma arma letal, o que lhe permitiu regressar a casa com os três pontos no bolso.

Todavia, o encontro foi intensamente disputado, com as oportunidades a sucederem-se junto de cada uma das balizas. A sorte acabou por sorrir ao conjunto forasteiro, apesar da boa réplica dada pelas atletas locais.

Ao somar mais três pontos, o Lanheses segurou o seu quarto lugar, agora com 12 pontos, aproximando-se do Santa Luzia que contabiliza 15 pontos, e folgou nesta jornada. Por outro lado, a ARCAS continua no sexto lugar, com cinco pontos, tendo apenas atrás de si a Zona Fut.

JS

Campeonato AFVC – Juniores Masculinos

Alvarães assume-se como pretendente número um

Na primeira ronda da segunda volta do campeonato júnior de futsal da AFVC, o Alvarães derrotou o Ambos os Rios (5-4), em Monte da Ola, ascendendo por conseguinte à liderança. No entanto, convém recordar que o Nogueirense tem ainda uma partida a menos. Na outra partida da jornada seis, o Anha venceu o Paço Lima (5-3).

Não tendo um cariz decisivo, o encontro que opunha o Alvarães ao Ambos os Rios iria revelar qual o principal candidato a desafiar o emblema de Nogueira, pelo trono distrital. Ao repetir a vitória de Ponte da Barca, os pupilos de Joel Gonçalves deixam os encarnados a cinco pontos de distância. Essa desvantagem será difícil de recuperar em apenas três partidas.

Num encontro muito equilibrado, o Alvarães acabou por levar de vencida a equipa de Marino Sendão. Os locais evidenciaram maior organização do seu jogo, perante um adversário que foi privilegiando mais o aspecto físico. O Ambos os Rios fica mais longe da liderança do campeonato, continuando a três pontos do Nogueirense, tendo mais um encontro disputado.

No Municipal da Barca, o Anha pareceu revitalizar-se após um mau começo de campeonato. Os jogadores de Manuel Ribeiro conquistaram a sua segunda vitória na competição, ambas frente ao Paço Lima. Perante um opositor mais frágil, os canarinhos obtiveram um triunfo justo. Contudo, os jovens de Dionísio Abreu nunca viraram a cara à luta merecendo outro desfecho. O Anha segue no quarto lugar, com seis pontos, pertinho do Ambos os Rios. O Lavradas segue na lanterna vermelha.

JS

Anúncios

4 pensamentos sobre “Fichas e artigos de jogo – Futsal – 27 Fevereiro

  1. Penso que seria importante evidenciar na crónica referente ao duelo alvaraes vs ambos, que o alvarães ao intervalo perdia por 4bolas. A vitoria da turma junior de joel gonçalves foi conseguida na segunda parte, numa cambalhota praticamente impensável!!

  2. Reitero as palavras do anterior comentador! Fantástica recuperação do Alvarães depois de uma primeira parte em que existiram oportunidades para ambas as equipas, mas alguma desorganização defensiva do Alvarães permitiram que o Ambos-os-Rios partisse para intervalo com o marcador a seu favor (0-4). Na segunda parte a equipa da casa transfigurou-se literalmente e cilindrou os forasteiros com 5 golos sem resposta! É nisto que o futsal é bonito!

    Parabéns a ambas as equipas que proporcionaram um grande espectáculo. com muita emoção e golos!

  3. Não faz mal vão ser os únicos júniores campeões este ano todos vão jogar pelos Seniores e serem campeões aos 18-17-16 anos não é para todos…
    Força miúdos FB, este nome serve para tudo hehehe…
    Ass: Frig

    • Esse nao faz mal é completamente fora de sentido, porque se assim fosse nao partiam para agressoes no final do jogo. Chama-se mau perder e é a segunda vez que isto acontece na presente época. De perder ninguem gosta, e aceito que jogadores de cabeça quente por vezes tenham atitudes menos correctas. Mas fora do recinto desportivo a cabecinha já devia de estar fria e a agravar a situação, directores e treinadores assitem a este tipo de atitudes com risos, como se tal atitude fosse correcta e fossem esses os valores a incutir na formação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s