Desilusão na despedida da fase regular

O VCV falhou o assalto ao triunfo na derradeira jornada da fase regular da divisão A2. Na recepção ao Ala Gondomar os vianenses tiveram o pássaro na mão mas deixaram-no voar (estiveram a vencer por 2-0). Após um terceiro parcial desastroso, os pupilos de Julião Basto deixaram fugir o controlo da partida, acabando por perder na negra, por 14-16 e após terem desperdiçado serviço de jogo com o parcial de 14-13.

A jogar em Santa Maria Maior, os vianenses entraram decididos a presentear os seus adeptos com uma vitória na derradeira ronda do campeonato. O VCV entrou bem no encontro, triunfando nas duas partidas inaugurais, vencendo por 25-23 e 25-15, respectivamente. Os locais pareciam embalados para uma vitória fácil, todavia foi o início do pesadelo.

O conjunto de Gondomar soube capitalizar o excesso de confiança do VCV vencendo o terceiro set, por 20-25. O parcial seguinte foi discutido apenas nas vantagens, com a sorte a ser madrasta para os vianenses. Os visitantes venceram por 24-26 forçando a negra. No quinto e decisivo set, o equilíbrio voltou a ser o pão-nosso do encontro, com igual desfecho negativo ao VCV. Na parte final do desafio, o Gondomar soube utilizar melhor os remates dos seus centrais, enquanto o VCV apostava nos remates de Sebastião. Contudo, o experiente jogador nem sempre conseguiu superiorizar-se à defensiva adversária. Ficou a ideia aos espectadores que se deslocaram a Santa Maria Maior que, caso o VCV tivesse explorado mais a zona central, o desfecho do desafio teria sido outro.

Com esta vitória, o Ala Gondomar conquistou o oitavo lugar que lhe permite discutir o play-off de subida divisão, garantido desde já a manutenção. O VCV acabou no décimo lugar, com 28 pontos, em resultado de seis vitórias e 16 derrotas. Atrás dos vianenses quedaram-se o CV Oeiras e CD Póvoa.

Incapacidade de vencer os líderes assombra VCV

As equipas de infantis e iniciados masculinos do VCV defrontaram os respectivos comandantes dos seus campeonatos. Como seria de prever, averbaram derrotas nas suas partidas, não obstante a réplica oferecida pelos vianenses. Os mais novos do emblema de Viana do Castelo perderam no reduto da Juventude Pacense (0-3), com os parciais de (7-25, 8-25 e 6-25), enquanto o conjunto de iniciados foi derrotado no pavilhão do Leixões (0-3). Ambas as equipas vianenses seguem na cauda da classificação das suas provas.

O cenário não muda de figura, quando falamos da formação de juniores masculinos. A turma de Viana do Castelo perdeu na recepção ao CD Póvoa (0-3), na série3 da segunda fase dos campeonatos da AV Porto. No final desta fase da competição, os vianenses somam derrotas em todos os encontros realizados.

Meninas do VCV incapazes de afugentar a derrota

A formação feminina de iniciados do VCV ainda venceu um parcial na recepção ao CAIC, na segunda jornada da serie2 da segunda fase dos campeonatos da AV Porto, no entanto revelou-se insuficiente. As visitantes entraram bem no encontro triunfando por 19-25 e 21-25, ou seja, uma vantagem de dois sets. As vianenses reagiram, levando a melhor no terceiro parcial (25-17). Contudo, na quarta partida, as locais foram cometendo sucessivos erros que ditaram o fecho prematuro do jogo, onde o CAIC acabou por vencer por 1-3, com 14-25 neste parcial. As vianenses somaram a sua segunda derrota na prova.

No campeonato nacional de juvenis femininos, o VCV voltou a não saber lidar com a fúria bracarense. Na cidade dos arcebispos, o Sporting de Braga venceu o VCV (0-3), em partida da 19ª jornada da competição nacional.

JS

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s