VCV ressuscitou após o funeral mas morreu na praia

No arranque da série dos últimos da divisão A2, o VCV perdeu (2-3) na recepção ao CV Espinho. Os visitantes estiveram a vencer por dois sets a zero. No entanto, afúria vianense formou uma avalanche que levou a discussão do encontro para a negra. No parcial decisivo, os espinhenses foram mais fortes, acabando por conquistar os dois pontos em disputa.

Em Santa Maria Maior, o VCV não entrou mal no encontro, discutindo todos os pontos. Todavia, o CV Espinho demonstrou maior solidez nos momentos finais dos dois sets iniciais, fechando com 22-25 e 21-25 a seu favor. Poderia pensar que este desfecho prematuro dos parciais abanariam a mente dos jogadores de Julião Basto mas tal não se sucedeu.

A resposta do VCV não tardou, vencendo o terceiro set por 25-21. O quarto parcial foi o mais longo do encontro, sendo apenas decidido nas vantagens, onde o VCV arrumou a questão com 30-28 a seu favor. Quando o mais difícil parecia estar feito, e com as portas do triunfo escancaradas, o VCV claudicou na negra, perdendo por 10-15. O cansaço traiu a equipa de Julião Basto foi cometendo uma série de erros não forçados.

No outro encontro desta série, o CV Oeiras venceu (3-1) o CD Póvoa, assumindo o comando deste grupo dos últimos. O VCV segue no terceiro posto, com um ponto. Apesar da derrota na estreia da série dos últimos, os vianenses mantêm intactas as suas aspirações da manutenção.

VCV de regresso aos triunfos em Cerveira

A equipa de juvenis femininos do VCV tomou o gosto e manteve a tradição de vencer o seu “vizinho” rival AVC Cerveira. A formação de Viana do Castelo voltou a impor-se em três sets, assinando uma exibição convincente, no campeonato nacional do escalão. No próximo domingo, as duas equipas voltam a encontrar-se no Pavilhão dos Desportos, em Cerveira, no derradeiro jogo da competição.

No Torneio do 68º aniversário da AV Porto, destaque para o triunfo da formação de infantis femininos do VCV, na Trofa, por 3-0. O Clube Atlético local não apresentou o mínimo de nove jogadoras exigido pelos regulamentos, tendo-lhe sido atribuída a derrota. As duas equipas aproveitaram para realizar um jogo-treino que as vianenses venceram em quatro sets.

VCV infecta com o síndrome da derrota

As equipas de formação do VCV não foram felizes nos seus encontros do último fim-de-semana, nas competições da AV Porto. Se a formação de iniciados femininos apenas cedeu na negra, no reduto do S. Mamede, os conjuntos de infantis e iniciados masculinos perderam em apenas três sets.

As contas não estão fáceis para o VCV na segunda fase do campeonato de iniciados femininos. As vianenses voltaram a perder, após cinco sets perante o S. Mamede. Depois de uma boa primeira fase da época, as jogadoras do VCV não conseguem reencontrar o caminho das vitórias.

Nem a jogar em Santa Maria Maior os meninos do VCV conseguiram quebrar a onda de maus resultados. A turma de iniciados masculinos perdeu (0-3) na recepção ao Colégio de Lamego, com os parciais de 13-25, 18-25 e 13-25. O S. Mamede voltou a deixar moça no VCV ao vencer, em três sets, na categoria de infantis.

JS

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s