Fichas e artigos de jogo – Futsal

Injecção de oxigénio após vitória em partida frenética

O Santa Luzia conquistou a sua terceira vitória na séria A do campeonato nacional da III divisão. Em Monserrate, os auri-negros voltaram a provar que se dão melhor a defrontar os candidatos à subida de divisão. Em jogo da 21ª jornada, os vianenses levaram a melhor na recepção ao Contacto, vencendo (10-8) num jogo onde os ataques foram superiores às defesas.

A emoção é o denominador comum a todos os instantes deste encontro. O outro prende-se com o facto de o conjunto santaluziense ter tido sempre o sinal mais na partida. Comandados pelo par de Brunos, Cardoso e Ribeiro, o Santa Luzia revelou algum nervosismo na hora de visar as redes contrárias, valendo a estabilidade defensiva e os desequilíbrios ofensivos que os homens do jogo foram oferecendo.

A incerteza no marcador durou até ao fim. Com momentos da partida, onde num minuto se marcaram três golos, o triunfo apenas foi consumado no derradeiro minuto. O último golo chegou em cima do apito final, na conversão de um livre de dez metros. O Santa Luzia voltou a mostrar argumentos suficientes para não ter de ocupar a lanterna vermelha. Porém, transparecem para o exterior alguns desentendimentos entre os jogadores, tal facto é comprovado pela forma como um jogador não festejou o seu golo com os demais colegas na quadra de jogo.

A cinco jornadas do fim, a equipa de Viana do Castelo contabiliza 12 pontos, estando a 11 pontos da salvação. A matemática ainda prende o Santa Luzia às competições nacionais, contudo a manutenção será quase uma miragem.

Nogueirense cava a própria sepultura

As contas da manutenção na II divisão nacional de futsal começam a complicar-se para a equipa de Godofredo Novo. Na deslocação ao Pavilhão do Nogueiró, em Braga, os vianenses perderam com a equipa local (3-5), em jogo da 20ª jornada. O conjunto de Nogueira desperdiçou uma boa hipótese de se relançar no cumprimento dos seus objectivos.

Num encontro em que nada saiu bem, o Nogueirense averbou mais uma derrota, a 15ª na competição, diante um adversário directo na fuga à despromoção. Os pupilos de Manuel Ventura, ex-treinador do Nogueirense, souberam tirar partido dos erros defensivos dos visitantes para ajudarem a dar a sentença à formação de Viana do Castelo.

Com apenas seis jornadas pela frente, o Nogueirense terá de anular uma desvantagem de 12 pontos para a linha de água, quando apenas haverá 18 pontos em disputa.

Líder de duas faces salva-se nos Arcos de Valdevez

A jornada 22 do campeonato de futsal da AFVC, reservou uma deslocação muito complicada para o Ambos os Rios. No Municipal dos Arcos de Valdevez, os Amigos de Sá foram um osso duro de doer. O comandante da prova teve de sofrer. Após uma entrada voraz, em esteve a vencer por 4-0, os encarnados tiveram de suar para aguentar a vantagem mínima até final (4-3).

Consciente das dificuldades pelas quais teria de passar, a equipa de Marino Sendão entrou forte na partida. Jogando de forma prática, o líder do campeonato evidenciou toda a sua raça ofensiva. À entrada da derradeira dezena de minutos, o técnico da casa pediu o seu desconto de tempo. Após a breve correcção dos erros, o conjunto arcoense ainda foi a tempo de encurtar distâncias, marcando por duas vezes até ao intervalo.

Na etapa complementar, o Ambos os Rios foi sustendo a pressão como pôde, com Taipas a revelar-se à altura dos acontecimentos. Até final duas notas de destaque: a falha de energia verificada, que motivou uma paragem na partida de vários minutos quebrando o ritmo do jogo, e a lesão grave do arcoense Nélson que minutos antes havia feito o terceiro golo da sua equipa. O comandante soube sofrer, após uma entrada avassaladora.

A turma de Filipe Pereira merecia algo mais, contudo, há que dar mérito ao Ambos os Rios que assim segue imperturbável no primeiro lugar, com 56 pontos. Em nítida quebra, os Amigos de Sá já vão no sétimo posto, em igualdade pontual com o oitavo Cidadelhe, somando 32 pontos.

Magia do Anha deixa Ponte da Barca à nora

Os mágicos Pedrinho e Xona conduziram o Anha à quinta vitória fora de portas (7-3), a segunda consecutiva, na 22ª jornada do campeonato de futsal da AFVC. No Municipal da Barca, a Associação Desportiva local realizou uma boa primeira parte, saindo para o intervalo a vencer por duas boas a zero. No segundo tempo, os criativos canarinhos arrumaram a questão a favor do Anha.

Os presságios confirmaram-se. Este foi um encontro intenso, muito interessante de seguir, com muitos golos. A equipa da casa revelou-se mais eficaz na primeira meia hora de jogo. A turma visitante raramente encontrou espaço para visar as redes contrárias. Paulatinamente, o Ponte da Barca construiu uma vantagem confortável, dispondo ainda de mais um par de ocasiões.

Tudo mudou para a etapa complementar. Pedrinho abriu o livro e, de uma assentada, marcou três preciosos golos que inverteram os papéis da partida. Em vantagem, o Anha apostou no contra-golpe, sendo dessa forma que Xona, Grilo e Martinho ampliaram mais a vantagem no placar. Os donos da casa ainda reduziram, contudo Manel tratou de acabar com todas as dúvidas quanto ao vencedor.

Há quase mês e meio que o Ponte da Barca não vence e já caiu para o sexto lugar, embora somando os mesmos 35 pontos que a turma de Agostinho Silva. No entanto, no confronto directo, a vantagem pertence à equipa de Vila Nova de Anha. Ambos os conjuntos estão a três pontos do terceiro lugar, na posse do Cais Novo.

Neiva impõe-se no duelo das velhas raposas

A formação de Sandiães recebeu e bateu o Monção (3-2), num bom jogo de futsal. A equipa de Filipe continua a sua recuperação na classificação e, depois do empate em Monte da Ola, o Neiva somou a sua terceira vitória consecutiva. Esta partida da 22ª jornada do campeonato de futsal da AFVC teve emoção até ao fim, entre dois dos conjuntos mais experientes da competição.

Previa-se um encontro muito equilibrado, onde o mínimo erro poderia ser fatal. As duas equipas adoptaram uma postura expectante, à espreita de um descuido do adversário. Os golos surgiram a conta-gotas, ao contrário das oportunidades que surgiram numa torrente que só os guarda-redes conseguiram evitar o pior. No final, acabou por ser a eficácia dos locais que fez toda a diferença, com os três pontos a ficarem em Freixo.

Com este triunfo, o Neiva aproveitou da melhor forma as derrotas de Amigos de Sá e Ponte da Barca, saltando para o quarto lugar, com 37 pontos, menos um do que o Cais Novo, dono do lugar mais baixo do pódio. Por seu lado, o emblema monçanense foi relegado para a 11.ª posição, por troca com o Cerveira Futsal.

Cerveira colocou em xeque candidatura de Fontão ao título

O Fontão pode ter dito adeus à discussão pelo comando do campeonato de futsal da AFVC, ao empatar no Municipal de Cerveira (4-4), na 22ª jornada. Sem três dos habituais titulares, a saber Bruno, Zé Domingos e Fabri, a equipa de Zé Luís deixou escapar o triunfo a três minutos do fim. Um prémio justo para os locais que nunca baixaram os braços.

O conjunto de Ponte de Lima esteve quase sempre na liderança do marcador, todavia, não conseguiu trazer os três pontos do reduto do Cerveira Futsal. O Fontão entrou bem no encontro, marcando cedo. Os pupilos de Sara Almeida ainda empataram mas, perto do intervalo, os forasteiros voltaram para a frente do marcador.

O soco no estômago sofrido em cima do descanso não desmoralizou os donos do terreno. Com as suas linhas de pressão subidas, o Cerveira Futsal deu a volta ao placar, colocando-se pela primeira vez em vantagem. O Fontão correu atrás do prejuízo e fez o mais difícil, voltando a uma posição excelente para poder somar mais uma vitória. Ao cair do pano, o Cerveira estabeleceu o empate final, obrigando os jogadores limianos a cederem dois pontos.

O ponto alcançado permitiu ao Cerveira ascender ao 10.º lugar, por troca com o Monção, contabilizando 26 pontos. Com esta igualdade, o Fontão viu aumentar para sete pontos a distância para o Ambos os Rios. Todavia, Convém não esquecer que nestes cálculos não entram os números em atraso da 19ª jornada. Disputado também este fim de semana, o jogo em atraso entre Fontão e Ponte da Barca torna-se vital para as aspirações ao título do Fontão.

Caminha volta a esmagar o Alvarães

À semelhança do que aconteceu no encontro da primeira volta, em Monte da Ola, o Atlético de Caminha venceu o Alvarães, por uma margem bastante confortável (9-2). Os locais foram donos e senhores das redes do jogo no Municipal de Caminha. O emblema caminhense conquistou a sua sétima vitória no campeonato de futsal da AFVC, na 22ª jornada da prova.

Em relação à partida, pouco ou nada haverá a acrescentar para além dos golos. O Caminha apostou sobretudo em transições rápidas, impondo o seu poderio físico. Por seu lado, os homens de Joel Gonçalves procuraram defender com o seu bloco mais baixo. Contudo, o golo sofrido ainda a frio acabou por ser o início do fim da estratégia do penúltimo classificado.

O Caminha acabou por ser melhor em quase todos os aspectos do encontro, dispondo ainda muitas oportunidades para ampliar a diferença no marcador. Do outro lado, esteve uma formação que nunca baixou os braços, mas que não encontrou soluções para evitar o descalabro.

Este é o segundo triunfo seguido dos caminhenses, após a vitória surpreendente no campo do Cidadelhe. Com 21 pontos, o Caminha segue tranquilamente no 12.º posto da classificação, com mais 12 pontos que o seu adversário desta ronda.

Acabou a malapata para o Cidadelhe

A última vitória do Cidadelhe datava de finais de Fevereiro. No Municipal de Valença, a equipa de Constantino Azevedo colocou ponto final numa série de três jogos sem vencer, ao derrotar a Zona Fut (8-1). Perante o lanterna vermelha do campeonato de futsal da AFVC, os homens da Barca foram superiores, garantindo a vitória com naturalidade.

Esta partida da 22ª jornada resume-se em poucos actos. O primeiro, bastante curto, prende-se com a tentativa de resistência dos locais ao golo inaugural dos visitantes. No seguinte, a Zona Fut procurou responder ao tento sofrido, desguarnecendo a retaguarda. Esse acabou por ser o pecado capital do conjunto valenciano, permitindo que o Cidadelhe fosse cavando um fosso no marcador.

No epílogo do encontro, esteve a incerteza nos números da goleada. Os visitantes criaram várias oportunidades de golo, podendo ter saído de Valença com um triunfo mais expressivo. A Zona Fut nunca baixou os braços, incomodando, sempre que possível, as redes contrárias.

A vitória permitiu ao Cidadelhe igualar os Amigos de Sá, com 32 pontos, apenas perdendo no confronto directo com os arcoenses. A turma da Barca segue no oitavo posto, enquanto a Zona Fut não larga o último lugar da classificação.

Triunfo pintado de verde em prejuízo do coração branco

O Cais Novo regressou às vitórias, no campeonato de futsal da AFVC, ao vencer (4-3) na recepção ARA. Em Monte da Ola, a equipa de Paulo Morais teve de sofrer e de suar para derrotar o emblema caminhense, em jogo da 22ª jornada. Ao intervalo, a igualdade a um golo, era um mal menor para o conjunto de Darque. Após uma boa segunda parte, os três pontos acabaram por ficar nos bolsos do Cais Novo.

A derrota no derby com o Anha deixou marcas na turma da casa que entrou na partida a dormir. O ARA soube tirar os dividendos dessa situação, colocando-se em vantagem na sequência de uma bola parada. A reacção dos locais foi pronta, muito por culpa da acção de Tata. Numa jogada de bom entendimento, Roy assistiu Jota para o golo do empate. O encontro entrou numa fase de parada e resposta, sendo a velocidade a arma predilecta de ambos os conjuntos.

A segunda parte começou com o golo do Cais Novo. Na conversão de uma grande penalidade, Tata colocou os homens da casa em vantagem pela primeira vez. A igualdade não demorou a surgir, em jogada de contra-ataque na sequência de uma bola enviada ao poste por Tony. O ARA aproveitou a embalagem e, usufruindo uma desatenção do Cais Novo, recolocou-se em vantagem no marcador, transformando em golo uma situação de 1×0.

Sem nada a perder, os pupilos de Paulo Morais apostaram tudo no ataque. Os visitantes caíram na tentação de recuar para defender o resultado. Tata e Peres foram os obreiros da derradeira cambalhota no placar, favorável ao Cais Novo. Este triunfo valeu-lhe, portanto, um salto até ao terceiro lugar, tendo mais um ponto que o Neiva. O ARA mantém-se nos últimos lugares da classificação, com 16 pontos.

Dois pontos voam em Fontão revertendo a favor do líder

Em jogo em atraso da 19ª jornada do Campeonato de futsal da AFVC, a equipa de José Luís não foi além de um empate perante o Ponte da Barca (3-3). Em Fontão, a equipa local correu sempre atrás do prejuízo, inclusivé, no derradeiro minuto do encontro, Bruno teve nos pés a hipótese de oferecer os três pontos ao conjunto limiano. Dessa forma, o Ambos os Rios viu a sua vantagem ser encurtada para seis pontos, tendo no entanto um jogo a menos realizado.

A turma da Barca apresentou-se em solo limiano com a lição muito bem estudada, esperando pelo erro contrário. Os visitantes chegaram à vantagem com um golo obtido numa transição rápida 3×2. O segundo golo não demorou a surgir, no seguimento de um canto. O Fontão tinha mais bola, mas não conseguia furar o último reduto contrário, até que em cima do intervalo, Ribeiro reduz a desvantagem.

As coordenadas do encontro não se alteraram para a segunda parte. O Fontão necessitava de vencer e tudo fez para o conseguir. No entanto, foi Pedro David quem ampliou a vantagem do Ponte da Barca. As bolas paradas da equipa da casa quase fizeram a diferença. Primeiro Fabri descontou diferenças, na sequência de canto, para logo depois, Bruno igualar a partida a três golos, na conversão de livre dos dez metros.

Sobre o minuto 60, o mesmo Bruno não conseguiu vencer novo duelo com o guarda-redes da Barca, falhando um livre de dez metros que poderia ter dado a vitória ao conjunto de Zé Luís. Com este empate, o emblema de Ponte da Lima poderá ficar mais longe do título. Por seu lado, após a derrota com o Anha, o Ponte da Barca ascendeu ao quinto lugar, com 36 pontos, a apenas dois pontos do Cais Novo, terceiro colocado.

Soutelense cumpriu missão

A formação de Freixieiro de Soutelo entrou em campo já consciente de que o Castanheira era virtual vencedor do campeonato feminino de futsal da AFVC. Apesar do rude golpe nas suas aspirações, o Soutelense fez o que lhe competia, vencendo o ARA (3-1), no Municipal de Caminha. A partida da 13ª jornada pautou-se por um enorme equilíbrio, onde o Soutelense puxou dos seus galões para alcançar mais três pontos.

Seria normal que, goradas as esperanças de renovar o título da AFVC, o Soutelense pudesse acusar o toque. Puro engano. Os visitantes entraram bem no jogo, criando alguns lances de perigo. Por sua vez, jogando de forma descontraída, o emblema caminhense foi criando imensas dificuldades às suas adversárias.

As oportunidades de golo não foram uma constante no jogo, no entanto, não faltou emoção. O Soutelense confirmou a sua superioridade, revelando-se letal nas suas investidas ofensivas. O ARA respondeu com as suas armas, apontando o seu tento de honra.

Na parte final, a equipa forasteira rodou o plantel, dado que no dia seguinte teria um importante encontro da meia-final da Taça AFVC. Na classificação, tudo na mesma. O Soutelense mantém-se no segundo posto, enquanto o ARA segue no quinto lugar.

Surpresa em Valença

A Zona Fut conquistou a sua primeira vitória nas competições da AFVC. Na 13ª jornada do campeonato feminino de futsal, o emblema monçanense conquistou o seu primeiro triunfo no seu ano de estreia, sendo a vítima foi o Santa Luzia. O desfecho final de 4-1 explica-se com o facto de as auri-negras terem rodado todo o plantel, a pensar no encontro da meia-final da Taça AFVC, com o Soutelense.

A vitória tem contornos surpreendentes para quem não assistiu à partida. O Santa Luzia nunca conseguiu provar em campo o seu favoritismo, onde raramente teve as jogadoras mais utilizadas todas juntas. Apesar deste facto, de realçar a exibição bastante positiva da Zona Fut que entendeu a opção do seu opositor, lutando pela vitória.

As duas equipas protagonizaram um bom encontro de futsal. A formação da casa apresentou maiores rotinas de jogo. O Santa Luzia nunca se entregou, procurando evitar a todo o custo o desfecho final, no entanto, sem qualquer sucesso. A tarde era de festa para o emblema valenciano.

Este resultado não trouxe alterações significativas à classificação, onde o Santa Luzia continua no terceiro lugar. A Zona Fut evitou o pleno de derrotas na sua primeira época no futsal, no entanto, sem desgrudar da lanterna vermelha do campeonato.

Passeio a Lanheses vale a festa do título ao Castanheira

A uma jornada do fim do campeonato feminino de futsal da AFVC, o emblema de Paredes de Coura pôde soltar os foguetes da conquista do ceptro distrital. Para que o feito se tornasse realidade, ao Castanheira bastou vencer o Lanheses (6-0), na 13ª jornada da prova. Sandrina esteve em evidência ao assinar três golos.

O Castanheira entrou em campo com a certeza de que uma hora e uma vitória o separavam do título distrital. No Pavilhão da Casa do Povo de Lanheses, as visitantes entraram de forma concentrada, sempre de olhos postos nas redes locais. O primeiro tento não demorou muito tempo a surgir. Após quebrar a resistência do Lanheses, o Castanheira passeou a sua classe, garantindo o seu décimo triunfo na competição.

A folha de goleadoras da partida fica completa com os tentos de Tânia e Vânia. A festa começava a ganhar forma, a tal ponto que as jogadoras da casa foram forçadas a contribuir com um auto-golo, involuntário. O Lanheses tentou, por todos os meios, não participar no samba da conquista courense, mas não evitou ser mais uma vítima na longa lista do Castanheira.

Na classificação, a equipa de Luís Nogueira assegurou o primeiro lugar, com 31 pontos conquistados, sem qualquer derrota ainda averbada. Por seu lado, o conjunto amarelo e azul ocupa o quarto posto da classificação, com 13 pontos somados.

Soutelense junta-se ao Castanheira na final da Taça

Goradas as esperanças de revalidar o título de campeãs distritais, as jogadoras do Soutelense obrigaram o Santa Luzia a pagar a factura. Em Vila Praia de Âncora, o emblema de Freixieiro de Soutelo qualificou-se para a final da Taça AFVC feminina de futsal, ao bater o conjunto auri-negro (5-1). Desta forma, o jogo de todas as decisões será à imagem da final da época anterior, em que o Castanheira saiu vencedor.

Nesta partida em atraso das meias-finais da prova, o Soutelense puxou dos seus galões para assegurar o seu passaporte para a final. Com uma entrada forte na partida, a formação local controlou o jogo, não deixando que o Santa Luzia pudesse respirar. No final, o resultado acaba por se aceitar face à produção ofensiva das duas equipas, onde o Soutelense teve as melhores situações de golo.

Campeonato conquistado à revelia de uma reviravolta à antiga

O final anunciado do campeonato júnior de futsal da AFVC foi consumado na penúltima jornada da competição. Em Santa Marta, o Nogueirense recebeu e venceu o Ambos os Rios (5-4), garantindo a conquista do enea-campeonato. Numa partida discutida, a equipa de Rui Paulo comprovou o seu valor, superando um adversário que tudo fez para voltar a roubar pontos ao campeão.

Os encarnados não estiveram, minimamente, pelos ajustes de participar nos festejos do emblema de Nogueira. Num curto espaço de tempo, a formação de Marino Sendão conquistou uma vantagem de três golos. Os locais entraram com uma atitude permissiva que poderia ter custado caro. Contudo, o Nogueirense acelerou o ritmo, puxando dos seus galões. Antes do intervalo, os jogadores de Rui Paulo lograram alcançar o empate a três golos.

Escaldado com a atitude dos forasteiros, o Nogueirense não quis correr riscos de ser ter de adiar a sua festa e colocou o marcador em 5-3. O encontro foi perdendo o seu interesse, com a turma de Nogueira a gerir a vantagem. O Ambos os Rios procurou de novo importunar o campeão, contudo o melhor que conseguiu foi reduzir para a diferença mínima.

Na classificação, após a nona jornada, o Nogueirense é primeiro com mais quatro pontos que o Alvarães, e menos um encontro realizado. O conjunto de Joel Gonçalves foi derrotado na deslocação ao terreno do Paço Lima (3-4), que conquistou assim o seu primeiro triunfo esta temporada. O Ambos os Rios segue no terceiro lugar.

JS

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s