Fontão ergue a taça

O Fontão conquistou este sábado a Taça AFVC de futsal, vencendo na final a turma do Paço Lima por três bolas a zero. Apostado em garantir o primeiro troféu no seu palmarés, o conjunto limiano puxou dos galões para quebrar o enguiço e levar de vencida a estratégia mais conservadora do adversário.

Num encontro nem sempre bem disputado e com o ambiente e os nervos próprios de um embate de uma final, prova disso o nulo registado ao intervalo, os pupilos de José Luís estiveram sempre mais perto do golo, com sucessivas incursões e trocas de bola no seu meio campo ofensivo. No entanto, foi o Paço Lima quem dispôs da primeira grande ocasião da partida por intermédio de Rui que, em frente à baliza e perante a mancha de Neca, rematou fraco e bastante ao lado.

Perante um início de jogo mais expectante da turma do Lavradas, preocupada em conter a maior vocação atacante dos limianos, os jogadores fontanenses podem queixar-se da falta de eficácia no momento de alvejar as redes do guardião Costa, que ia retardando o tento inaugural do encontro. Enquanto Ribeiro parecia indicar estar em dia não, pouco feliz no capítulo da finalização, no Lavradas crescia a motivação e a vontade de esfriar o caudal ofensivo do adversário. Após uma jogada de insistência do conjunto de Ponte da Barca, Cunha não teve arte nem engenho para colocar a bola no fundo da baliza de Neca.

Após um período de maior aperto no Municipal de Caminha, o Paço Lima foi capaz de cortar as amarras defensivas, passando a dividir os acontecimentos do encontro até ao período de descanso. Em cima do intervalo, Rui (Paço Lima) desperdiça a melhor oportunidade dos canarinhos, com o remate a sair cruzado junto ao segundo poste.

Libertando-se da exibição cinzenta da 1.ª parte, à imagem do temporal que se fazia sentir no exterior do complexo, as equipas regressaram dos balneários com energias renovadas, dispostas a regatear e a justificar o porquê de estarem na final. Após novo desperdício de José Domingos e Fabrício, o técnico José Luís dava mostras de estar bastante nervoso, face à inoperância dos seus pupilos na hora de alvejar a baliza.

O Fontão inaugurou o marcador aos 36’ por intermédio de Bebé, na conversão de uma grande penalidade a castigar um derrube de Fausto sobre o capitão fontanense. Uma vez penetrado o forte do Lavradas, que imediatamente respondeu com Joca a desaproveitar uma flagrante ocasião de golo, o conjunto limiano abriu definitivamente o caminho para o êxito na Taça AFVC.

Em desvantagem, assentes no ataque continuado, os comandados de Dionísio Abreu estiveram muito perto do empate, com Morais a levar a bola à barra da baliza de Neca, na sequência de um livre à entrada da área. Aspirações que definitivamente se desvaneceram com o 2-0 no marcador, da autoria de Zé Miguel que, à meia volta, disparou cruzado para o fundo das redes de Costa.

Até final, ante o menor discernimento e desespero da equipa do Lavradas que via fugir uma oportunidade de ouro, o Fontão foi esbanjando lances claros de golo, cifrando o 3-0 final em cima da hora. Numa jogada de contra-ataque, Zé Miguel isolou Bebé que depois de tirar todos os adversários do caminho encostou com facilidade, bisando na partida.

O triunfo do Fontão na Taça AFVC constitui o momento áureo da ainda curta história do emblema, que faz agora parte do sempre ambicionado quadro de honra do futsal vianense.

PB

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s