Futsal: As contas de 2011 são fáceis de resolver: Nogueirense e Ambos-os-Rios têm de fazer pela vida!

O novo ano não esconde uma dura realidade que começou a ser “construída” ainda em 2010. Disputadas dez jornadas do campeonato nacional da terceira divisão de futsal, série A, pese embora Nogueirense e Ambos-os-Rios só tenham realizado nove encontros até agora, as equipas vianenses terão de travar, sábado após sábado, sucessivas “batalhas”, até à vitória final de uma “guerra” que se quer festejada com a ambicionada manutenção no terceiro escalão da modalidade.

Alcançada a primeira vitória no campeonato, e os respetivos primeiros três pontos, o conjunto do Ambos-os-Rios viu um desejo de Ano Novo ser-lhe concedido um pouco mais cedo. Depois de um início de competição, porque não dizê-lo, verdadeiramente deprimente, o ainda campeão distrital da AFVC logrou o ansiado triunfo (7-3) na décima jornada, na visita ao reduto bracarense do Gualtar. Agora, regressada ao seu habitat natural, a turma do Ambos-os-Rios recebe, este sábado, às 16 horas, a Fundação Manuel Costa, quarta classificada, com 18 pontos somados. Apoiados pelos seus adeptos e pela recente vitória e exibição, que com certeza estarão ainda bem presentes na retina de todos os jogadores e equipa técnica, os da casa procurarão “tocar” mais da mesma música, pese embora do outro lado esteja uma equipa bem melhor posicionada, pelo que, apesar do fator casa, o favoritismo terá de ser atribuído aos visitantes.

Um pouco mais tarde, às 18 horas, no pavilhão da escola EB 2,3/S Pintor José de Brito, é a vez do conjunto do Nogueirense entrar em cena, na receção à formação do Valpaços Futsal, oitava classificada, com 13 pontos. A respetiva imagem deixada pelas equipas vianenses na prova não tem fugido muito em termos comparativos. À partida para a disputa da 11.ª Jornada do campeonato, os de Nogueira têm apenas mais um ponto, totalizando quatro. Depois de na jornada transata ter perdido (3-6) na deslocação ao terreno do Carrazeda de Ansiães, o Nogueirense terá um novo osso duro de roer pela frente, pelo que deverá ser capaz de transportar para dentro de campo toda a motivação e energia despendidas para a preparação desta partida.

Pedro Borlido

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s