Futsal: Será a “pausa” festiva responsável por possíveis “mossas” entre os candidatos?

Recuperados dos excessos, focalizados novamente nos objetivos da presente temporada, uma semana após as festividades de boas-vindas ao novo ano civil, 2011, os seniores masculinos de futsal voltam, oficialmente, este sábado, a calçar os ténis, na disputa da 13.ª jornada do campeonato distrital da AFVC.

Constituindo-se como o jogo cabeça de cartaz da ronda competitiva, o Municipal de Monserrate recebe, às 18 horas, o escaldante encontro entre os auri-negros do Santa Luzia e o atual líder do campeonato, Afifense. A separa-los, apenas três pontos, com o conjunto de Afife a somar 31, enquanto os locais totalizam 28, fruto de nove vitórias, um empate e duas derrotas. Perante uma partida onde o equilíbrio e a acesa disputa de bola deverão ser as notas dominantes, a turma da casa procura dar a melhor sequência à série de bons resultados, tendo terminado o ano de 2010 com um reconfortante triunfo (4-1), fora de portas, ante o Cidadelhe, um dos candidatos ao título. Por seu lado, os de Afife só pensam em “pisar” o novo ano com o pé direito, uma vez que no último encontro sucumbiram (3-4) na emotiva receção ao terceiro classificado, Ponte da Barca. Posto isto, só a vitória interessa a ambas as formações: Se os visitantes não pretendem abrir mão do trono da liderança, os locais procuram não vacilar, sob pena de se atrasarem novamente na já instalada luta a quatro. Aspeto curioso, o Santa Luzia, defesa menos batida da competição, com 22 tentos concedidos, mede forças com o ataque mais demolidor, com 72 golos marcados.

Concentrado e envolvido no processo de recuperação ao desaire (1-4) sofrido ante o rival Santa Luzia, “tropeço” que significou a perda do primeiro posto da prova, o conjunto do Cidadelhe, agora segundo classificado, ainda que em igualdade pontual com o líder Afifense, desloca-se ao terreno do Lavradas, o Municipal de Ponte da Barca [21 horas]. Apesar de jogarem fora do seu habitat natural, os comandados do Cidadelhe procurarão dar a volta ao texto, se possível alcançando a desejada vitória que os manterá bem posicionados na luta pela conquista do campeonato e respetiva subida de divisão. Do outro lado da barricada, a formação do Lavradas, 12.ª colocada da geral, pauta-se pelo mesmo diapasão. Na última jornada, os Lavradores perderam (3-6) na visita ao reduto do Cerveira Futsal, pelo que o regresso aos triunfos deverá constituir-se como um desejo de Ano Novo.

Para as 17 horas está agendada a partida entre as formações do Ponte da Barca e Amigos de Sá, a realizar no Municipal barquense. No retângulo de jogo, terceiro e quinto classificados, respetivamente com 30 e 19 pontos. Perante uma jornada onde Afifense e Santa Luzia “esgrimem” argumentos entre si, os de Ponte da Barca entram em campo uma hora antes, com o claro objetivo de lograr a vitória, espreitando depois os possíveis deslizes alheios que lhes permitirão subir mais um degrau rumo ao trono distrital, posto em que já se “sentaram” e tomaram o gosto nas primeiras rondas do campeonato. Os visitantes, com o Neiva Sandiães à perna, a apenas dois pontos, já provaram ser uma equipa competitiva, capaz de protagonizar uma nova “gracinha”, pelo que todos os cuidados e atenções deverão ser respeitados pelos da casa. Tanto mais que os forasteiros mostram-se bastante mais assertivos na hora de alvejar as redes adversárias, com 53 golos marcados, mais 12 que a turma barquense.

Às 15 horas, no Municipal de Caminha, tem lugar uma das partidas inaugurais da jornada treze. O conjunto do Caminha, lanterna vermelha do campeonato, com sete pontos somados, os mesmos que o penúltimo classificado Cais Novo, abre as portas à formação do Anha, colocada no sétimo posto, com 16 pontos. Em comum, as duas formações vêm de um desaire averbado na 12.ª jornada. Enquanto os caminhenses “desmoronaram” (0-4) na visita ao reduto do Neiva Sandiães, os de Vila Nova de Anha foram “eliminados” pela margem mínima (0-1), na receção ao rival de Fontão. Assim, apostados em contrariar a tendência com que “abraçaram” o novo ano, as duas equipas far-se-ão valer do querer e da vontade, pese embora, à partida, os forasteiros gozem de um maior favoritismo.

Igualmente às 15 horas, a formação do Fontão, que se encontra na oitava posição, “atrelada” aos mesmos 16 pontos do Anha, recebe, no Gimnodesportivo local, a turma do Alvarães. Os visitantes ocupam o 11.º lugar da competição, com dez pontos, pelo que deverá ser dado um maior favoritismo aos homens da casa, tanto mais que na última ronda fizeram a aproximação ao sétimo posto, vencendo o seu “ocupante”, fora de portas, por uma bola a zero. Não sendo “carne nem peixe”, os comandados do Alvarães despediram-se de 2010 com um empate (3-3), em casa, ante a turma darquense do Cais Novo.

A ultrapassar uma fase menos positiva na prova, o ARA Riba de Âncora, décimo classificado com 12 pontos, procura recompor-se do pesado desaire (1-4) da jornada transata, consumado frente ao conjunto do Amigos de Sá. No Municipal de Caminha, no encontro agendado para as 21 horas, na condição de visitante, a turma do Neiva Sandiães é mais uma das equipas que procura dar continuidade aos bons resultados e exibições. Colocada na sexta posição, com 17 pontos, os de Neiva  transportam ainda na bagagem o triunfo (4-0) aplicado ao Caminha, no último jogo de 2010. Em termos estatísticos, de assinalar a forte tendência dos locais para sofrerem golos: 55 tentos concedidos, contra os 26 dos visitantes, que se constituem como uma das defesas menos batidas. Ainda assim, a seu favor, os ancorenses têm um maior número de golos marcados, com 44, mais 13 que o adversário deste sábado.

Depois de “descolar” do último posto do campeonato, entregando o testemunho de lanterna vermelha da competição ao Caminha, a ainda aflita formação do Cais Novo, detentora dos mesmos sete pontos dos caminhenses, recebe, às 18 horas, no pavilhão da escola EB 2,3 de Monte da Ola, o conjunto do Cerveira Futsal que, depois de um início de campeonato algo trémulo, logrou uma maior regularidade, condição que levou a equipa até ao nono lugar, com 13 pontos somados, fruto de quatro vitórias, um empate e sete derrotas. Para além disso, na ronda anterior, os cerveirenses venceram o Lavradas por 6-3, resultado que aliado à melhor classificação, ainda assim, não deverá ser visto como o suficiente para, à partida, levar facilmente de vencida uma turma do Cais Novo apostada em mostrar o porquê de ser um dos históricos vianenses. Até porque, os darquenses já marcaram mais três golos que os de Cerveira, sofrendo menos nove que o adversário cerveirense.

Pedro Borlido

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s